26 de Fevereiro de 2018

Mensagem de dom Wladimir sobre a Quaresma: momento de conversão e santidade

Publicado por

O tempo da Quaresma que estamos vivendo foi preparado pelo Senhor para renovar, na santidade, os nossos corações. Depois que João foi preso, Jesus se dirigiu para a Galileia, pregando o evangelho de Deus. Ele dizia: “O tempo se cumpriu, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se e acreditem no Evangelho” ( Mc 9,14-15).

Mas o que é conversão? Conversão é termos a coragem de romper com o mal que machuca as pessoas que convivem conosco e ofende a Deus, porque é um ato de desamor. Além de romper com o mal, é preciso ter a firme decisão de mudá-lo e começar a praticar o bem, amar como Jesus amou. O espírito mundano diz: “Quem pode mais chora menos”. Os discípulos de Jesus devem dizer: “Quem pode mais serve melhor”. Servir é um ato de amor.

Aos apóstolos ambiciosos que desejavam ser mais importantes que os outros, Jesus se opõe com seu próprio exemplo e diz: “Quem quiser ser o maior entre vós seja aquele que serve e quem quiser ser o primeiro seja o servidor de todos” (Mt 20,27).

Conversão pessoal! Conversão eclesial! A atitude de servir é atitude de alguém que ama sem esperar recompensa, elogio. Ama pelo que a outra pessoa é e não pelo que ela possa retribuir.

O amor serviçal de Jesus chega até a doação de sua própria vida ( Mt 20,28).

A Quaresma nos aponta um caminho para a concretização da santidade: aprender a servir e servir porque Cristo assim nos mandou, e assim o fez. “Eu estou no meio de vós como aquele que serve” ( Lc 22,27).

Seja um servidor! Seja santo! Boa conversão!

Deus abençoe você e sua família!

 

Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias

Bispo Diocesano de Colatina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *