31 de Julho de 2017

Jovens de Sooretama contam sua experiência no curso de inverno da PJ

Publicado por

Os jovens Jamille Macete Meloti e Diogo de Moura Alves, coordenadores da Pastoral da Juventude da Paróquia Cristo Rei, de Sooretama, participaram do Curso de Inverno da Pastoral da Juventude, promovido em Belo horizonte (MG), de 16 e 22 de julho, pelo Regional Leste 2 da CNBB, que reúne as dioceses de Minas Gerais e Espírito Santo.

 

A seguir, Jamille e Diogo destacam os momentos mais marcantes dessa experiência.

 

“Vivenciei uma semana com vários jovens das dioceses do ES e MG. Conheci suas experiências de vida, cada um lutando por uma civilização do amor. Tive também a experiência de visitar e fazer missão em um assentamento, tendo contato com representantes do movimento. Pudemos conhecê-los e entender melhor suas ocupações e reinvindicações que, na maioria das vezes, são distorcidas pela mídia. Tive a oportunidade também de estar com representantes dos quilombolas, da Cáritas, e com uma Leiga consagrada que nos falou sobre a Laudato Si’. Pude estar também na presença de um sobrevivente da tragédia de Mariana. Ouvi seu relato de como foi e como estão as cidades atingidas. Participei do ‘Oficinão da PJ’, que fez um resgate da história da PJ desde a sua criação até os dias atuais. A Pastoral da Juventude sempre tenta ver o lado dos pobres marginalizados e da juventude. ‘Uma só força, um só pensamento, um só coração’.”

Jamille Macete Meloti

 

“Foi a primeira vez que participei do Curso de Inverno da Pastoral da Juventude do Leste 2. Agradeço primeiro a Deus por ter me permitido participar destes momentos e ao padre Osvaldo pelo apoio. Vivenciar esse momento foi importantíssimo na minha vida e na minha caminhada cristã. Foi uma semana de muita emoção e principalmente de muito aprendizado. Participei de uma oficina sobre dinamização de grupos de jovens, ministrada por Matheus Salvino, da Arquidiocese de Mariana. Nela, aprendi como vivenciar e trabalhar em um grupo de jovens. Rodas de conversa me ensinaram como eu, católico, devo me posicionar sobre as diversas realidades do mundo de hoje. Em uma dessas rodas, o tema abordado foi a tragédia de Mariana. Estavam presentes jovens que vivenciaram e relataram como foi e ainda é suportar a dor de ver as suas cidades destruídas. Um dos momentos mais emocionantes foi a oração da manhã da sexta-feira, quando fizemos memória das vítimas da tragédia da Samarco e, logo após, a imagem de Nossa Senhora foi retirada simbolicamente da lama, numa cena que me fez refletir muito e ficará guardada em minha memória. ‘Ser PJ não é um momento e sim uma atitude de ser, crer e viver a vida, seguindo os ensinamentos de Cristo’.”

Diogo de Moura Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *