24 de Fevereiro de 2017

Diocese de Colatina se prepara para receber imagem de Nossa Senhora Aparecida

Publicado por

Estamos em pleno Ano Nacional Mariano! Período importante para refletirmos sobre o papel de Maria na vida da Igreja e sua entrega como a mãe que cuida e intercede com amor pelos seus incontáveis filhos. O Ano Mariano comemora especialmente os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida por pescadores, no rio Paraíba do Sul.

Imagens peregrinas da padroeira do Brasil irão percorrer todo o país e a Diocese de Colatina vive a feliz expectativa da chegada de uma delas, que está prevista para acontecer no dia 6 de maio. Até dezembro deste ano, a imagem irá percorrer todas as 31 paróquias, além do Santuário Diocesano Nossa Senhora da Saúde.

Para bem preparar esse momento histórico, a Diocese de Colatina irá promover, nos dias 17 e 18 de março, uma formação sobre Mariologia com o tema “O rosto social de Maria”.  A assessoria será do irmão marista Afonso Murad, que é doutor em teologia, professor universitário e escritor. O evento será no Instituto Espírito Santo de Inovação Social (Iesis) e as inscrições devem ser feitas nas secretarias paroquiais.

Confira, a seguir, o cronograma da passagem da imagem de Nossa Senhora Aparecida pela Diocese de Colatina.

História do encontro da imagem

No ano de 1717, três pescadores, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixes. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao “Porto de Itaguassu”, a primeira coisa que caiu em suas redes foi o corpo de uma imagem quebrada, na altura do pescoço.

Num segundo lance de rede, pescaram a cabeça da mesma imagem. Juntando as duas partes viu-se que se tratava da Senhora da Conceição. Depois do encontro da imagem, a pesca de peixes foi abundante e os pescadores intuíram a presença e a ação de Deus naquele singular evento.

Por assim ter aparecido, o povo chamou-a de “Aparecida”, nome consagrado pela devoção popular, chegando a ser proclamada Rainha em 1904 e Padroeira do Brasil em 1930.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *